2005-08-26 - Como as coisas mudam...

26 de agosto
Como as coisas mudam...

É, acho q algumas vezes temos q ter algum lugar assim para escrevermos... até mesmo para refletir sobre nossas próprias vidas... E eu não sou muito disso, mas em alguns momentos como hoje tenho vontade de fazê-lo.
A maioria das pessoas que estão lendo isto não devem me conhecer, então vou falar um pouco de mim para que vcs entendam o porque hoje estou com vontade de escrever.
Eu nasci em 15/01/1981 e acredito que já defini os objetivos principais da minha vida logo na infância... sempre fui vidrado em computadores, música e velocidade... e sempre dizia que seriam minhas profissões "quando eu crescer", ainda me lembro das minhas respostas às repedidas perguntas: "O que você vai ser quando crescer?" afinal eles quase sempre faziam esta mesma pergunta... e eu sempre dava as mesmas respostas:

1ª Serei pianista;

Bem... infelizmente sempre quis ser um pianista e sei que poderia ter sido um dos melhores se meus pais tivessem me levado mais a sério, sei bem que nunca tivemos condições financeiras para comprar um piano, nem sequer um teclado amador, mas se houvesse um empenho deles pelo menos poderiam me colocar em uma escola de música, mesmo que eu trabalhasse para pagá-la... eu começei trabalhar com 11 anos, mas poderia fazê-lo bem mais cedo se fosse para isto.
Mas infelizmente não foi assim, e apesar desta citação, não culpo meus pais, provavelmente pensaram que era mais uma bobeira que as crianças falam e logo se esquecem, ou que eu não teria a determinação necessária para me tornar um pianista de sucesso, ou o talento, sei lá...
Mesmo assim eu cresci e me esqueci deste desejo que sempre tive, afinal não se viam músicos com frequência na cidade onde eu morava, e quando haviam se restringiam ao violão ou a sanfona, que são bem mais comuns por aqui... mas quando me convertí ao Senhor Jesus (sou cristão para os que não saibam, mas esta é outra história) descobri algumas pessoas que poderiam me ajudar e aos poucos aprendi os princípios musicais...
Resumindo, hoje sou tecladista e saxofonista, também quebro o galho em um contra-baixo, violão, flauta e alguns outros instrumentos...
Infelizmente não tive instrutores de piano aqui em jataí, e cada dia que passa tenho afazeres que cada vez mais tomam meu tempo me impedindo de me dedicar a isto, outro fato desanimador é que dizem que só se é um bom pianista se pratica desde a infância... talvez eu ainda tente este sonho, mas tenho me apaixonado por outros instrumentos musicais.

2ª Serei programador;
Quando criança tive a sorte de meus pais comprarem um video-game CCE (Conserta e Continua Estragado) e como toda criança eu ficava sob ipnose... mas acho que comigo era diferente... eu sempre me interessei em entender como aqueles jogos funcionavam... era tudo tão fantástico, muitos ainda devem se lembrar dos épicos PAC-MAN, ENDURO, SPACE-INVADERS, PINBALL e o PITFALL!!!... eram muito bons mesmo... eu dizia quando eu crescer é isto que eu quero fazer.
Algum tempo depois meu pai conseguiu o nosso primeiro computador... na verdade um dos primeiros da cidade... eu me sintia um magnata entre meus colegas, e olha que eu nem sabia o que isto significava. Os veteranos da info vão reconhecê-lo muito bem, era um TK-85 na verdade era só um tecladinho, que era ligado na tv, já ví alguns computadores pra crianças hoje em dia que se parecem muito com ele... trabalhava com basic e me lembro muito bem, eu deveria ter uns 6 anos já sabia ler e escrever e me aplicava durante 2, 3 ou mais horas para escrever algumas centenas de linhas de código que vinham com revistas... e quando terminava poderia ver um ceu estrelado e as estrelas até piscavam, e ainda tinha uma musiquinha de fundo... outras vezes o resultado era apenas o som de um tiro, e claro que era bem mais dificil mas quando eu podia tinha também os códigos de alguns jogos... o problema é que toda vez que desligava e ligava denovo eu tinha que digitar tudo denovo. ... sim tinha como salvar em fita cassete mas era outra luta... só quem já passou por isto sabe.
De qualquer forma isto já me fez decidir, esta vai ser a principal carreira da minha vida.
Depois do TK-85 tivemos um TK-90 - Pelo menos o teclado poderia ser chamado teclado... tambem tivemos um TK-80 e depois ficamos sem computador por um tempo e meu pai fez uma das maiores aquisições da cidade na época... comprou um "Gradiente Expert" era fantástico... era um computador desktop muito imponente... tinha até como gravar dados nele próprio... imagine que coisa fantástica... eu poderia digitar meus programinhas e desligar ele e quando eu ligasse estava tudo lá... eu achei aquilo o máximo... minha vida era ficar naquele computador jogando e fucando nos codigos das revistas... não me lembro bem mas ele tinha um cabo semelhante aos IDE de hoje em dia que saia da parte frontal do gabinete e ia, se não me engano, pro monitor... fato é que meu pai havia me alertado muitas vezes que não mexesse naquele cabo caso contrario o computador não iria mais funcionar... imaginem só o que eu fiz? mais alguns dias depois que esta peça tinha sido acrescentada ao computador eu estava meio sem ter o que fazer e resolvi puxar este cabo para ver não sei oque... só que o computador estava ligado... o monitor imediatamente ficou como uma tv ligada em um canal sem sinal... só os chuviscos... eu rapidamente desliguei o computador e fui embora pra casa... após isto fiquei sem computador por uns 7 anos, até a idade moderna mais precisamente em 96 quando os pentium 100mhz chegaram aos de classe média.
Hoje depois de adulto e de salvar o computador do meu pai várias vezes já contei sobre o feito e pra minha surpresa ele não sabia que eu era o culpado...
Não deu outra... quando cresci não saia dos friperamas e comecei a me envolver com alcool e arruaças, nada sério, mas iria ficar se meus pais não dessem um jeito( não sei porque eu era meio rebelde, mas acho que era porque não estava conseguindo nada do que eu queria), e eles realmente acertaram... meu pai encheu o saco do meu tio Vicente que na verdade não é meu tio, ele é tio dos meus outros 3 irmãos do primeiro casamento do meu pai... e acabou se tornando um segundo pai pra mim... valew tio vic...

Ná época meus pais haviam compro um pentium 100MHZ com 16MB e 2GB de HD era uma super máquina... e danifiquei a instalação do windows muitas e muitas vezes... eu era daqueles que não tinham medo de fuçar... testar comandos inclusive o del, delete e format...hehehe... chegou ao ponto do dono da empresa que havia nos vendido o computador declarar que não faria mais instalações no nosso computador... afinal eu sempre danificava mesmo... as vezes até no mesmo dia.
Por este motivo meus pais me colocaram, a mim e a minha irmã néia, em uma escola de computação que era do meu tio.. eu já avia feito um curso anteriormente mas era com o DOS e windows3.11... nada comparado com o fantástico Windows95 e fazia + de 4 anos... então fomos pro curso... e ao final de todos os cursos que a escola oferecia, minhas notas sempre eram as máximas... apenas 2 provas eu não... uma realmente eu errei 2 questões mas na outra eu até hoje provo que eu estava certo... era uma prova de DOS e a pergunta era sobre que programa que servia para fazer backup... a professora queria apenas a resposta do msbackup, mas eu citei o copy o xcopy e isto foi considerado um erro...
Então por causa de minhas excelentes notas(as melhores da escola) e principalmente da persistência dos meus pais, meu tio vic resolveu dar uma chance pra mim, e me chamou para aprender a programar... não pensei 2 vezes, aceitei e mergulhei no manual do GAS-Pro 4.0 (Gerador Automático de Sistemas) em clipper... meu tio dizia que eu demoraria 3 anos pra me tornar um programador e em 3 meses eu estava fazendo as alterações... eu realmente me achei o máximo... mas é claro que minha metidez me causou problemas... perdi os fontes de 2 empresas e tive que refazê-los... de certa forma cresci muito com isto, mas um destes clientes não esperou os fontes serem concluídos... enquanto eu aprendia cheguei a ficar quatro dias estudando/trabalhando na extinta NetSoft Informática parando apenas para comer e banhar... isso mesmo dia e noite... no 5º dia eu dormi muuuuuuuuuuito.... mas normalmente eu estudava/trabalhava 2 dias e dormia 1... quando entrei na empresa que era uma sociedade, ela já estava falida e em processo de divisão da sociedade, e lutei muito para honrar os compromissos dela... cheguei a trabalhar por 1 ano sem remuneração nenhuma... mas não tenho do que reclamar, graças a isto hoje eu sou um PROGRAMADOR.
...depois de aprender clipper aprendi vb4... passei para o vb5... estudei delphi e optei por continuar em vb... no vb6 estava bem esperiente e então veio o .NET.
... até então todos meu conhecimento foi auto-di-data... eu sempre comprava os livros em catálogos das livrarias e estudava sozinho... já ouvira falar mas ainda nem conhecia os foruns como o do msdn.
então no vb.net muito mudou e demorei um pouco para migrar... mas mesmo assim fui o primeiro daqui de jataí...
É acho que cresci sim... aprender asp.net/vb.net me abriu os horizontes e para um mundo de possibilidades... na verdade foi o empurrão que faltava para eu voltar a progredir na informática... para programar em asp.net descobri os foruns da msdn que são os melhores e tem tudo que alguem precisa saber para fazer qualquer coisa nas tecnologias microsoft... Obrigado Israel Aece... com asp.net tive que aprender SQLServer, vbscript e logo em seguida substituí-lo por javascript, sempre se precisa saber um pouco de C# então resolvi aprendê-lo tbm... e por causa de algumas funções que devem rodar nos clients javaapplets... em conseguência java... e então pensei porque C#... passei a estudar C/C++... finalmente consegui descobrir o DirectX, OpenGL(que eu prefiro) e reacendeu em mim o sonho de ser programador de games...
E finalmente hoje estou aprendendo Assembly e engenharia reversa... acho q tenho q aprender de tudo um pouco.
Porque? por que eu estou largando todos os clientes que tenho aqui em jataí para me mudar para Campinas/SP no próximo dia 02/09/2005 e vou batalhar uma Engenharia na UNICAMP e preciso trabalhar pra sustentar minha esposa... para isto tenho que saber qualquer coisa que me for solicitado.

3ª Serei piloto de velocidade;

Bem ainda não corri nada oficialmente mas gosto de acelerar de vez em quando... prática que tenho deixado para os simuladores de velocidade como o granturismo e o underground... afinal tenho uma esposa maravilhosa e não quero perder isto tão cedo.

Bem por hoje é só... agora que vocês tem como me conhecer um pouco mais ... pouco a pouco vou escrevendo sobre minha vida quando me der vontade como hoje...

Abs
Ton


22:09
Postar um comentário

Postagens mais visitadas